Viagem a África do Sul & Moçambique

Uma viagem perfeita pela combinação de safaris em África do Sul até às praias paradisíacas da costa de Moçambique. Uma verdadeira imersão na natureza desde a savana africana até à explosão de vida marinha do Oceano Índico.

rinocerontes safari na africa do sul rinocerontes safari na africa do sul
Africando

Safari Overlanding

O melhor da África do Sul e Moçambique

Essa viagem a África do Sul e Moçambique é uma verdadeira imersão na natureza e cultura desses dois países. Desde os safaris e caminhadas de interpretação pelo Kruger até aos passeios de barco e mergulho com baleias no Oceano Índico, essa viagem é uma experiência que não deixa ninguém indiferente. Pelo caminho, iremos pernoitar em aldeias tradicionais e participar em projetos de desenvolvimento comunitário ou de conservação da natureza.
É uma viagem única onde se descobre uma África selvagem e genuína.

Porque fazer a viagem à África do Sul e Moçambique

A combinação de viagem a África do Sul e Moçambique é uma oportunidade única de conciliar os melhores safaris com algumas das melhores praias da costa africana em uma só viagem. Uma viagem imperdível para quem deseja conhecer genuinamente a cultura e a vida selvagem da África.

  • Combinação Praia & Safari

  • Destino seguro

  • Fácil acesso

  • Fantástico destino de vida selvagem

Safari Overlanding

O melhor da África do Sul e Moçambique

Essa viagem a África do Sul e Moçambique é uma verdadeira imersão na natureza e cultura desses dois países. Desde os safaris e caminhadas de interpretação pelo Kruger até aos passeios de barco e mergulho com baleias no Oceano Índico, essa viagem é uma experiência que não deixa ninguém indiferente. Pelo caminho, iremos pernoitar em aldeias tradicionais e participar em projetos de desenvolvimento comunitário ou de conservação da natureza.
É uma viagem única onde se descobre uma África selvagem e genuína.

Porque fazer a viagem à África do Sul e Moçambique

Uma viagem combinada a África do Sul e Moçambique é uma oportunidade única de conciliar os melhores safaris com algumas das melhores praias da costa africana em uma só viagem. Uma viagem imperdível para quem deseja conhecer genuinamente a cultura e a vida selvagem da África.

  • Combinação Praia & Safari

  • Destino seguro

  • Fácil acesso

  • Fantástico destino de vida-selvagem

Melhor período para a viagem à África do Sul e Moçambique

A época recomendada para realizar uma viagem de Safari à África do Sul é entre Abril e Outubro. Durante os meses de Agosto e Setembro a migração das baleias na costa de Moçambique atinge o seu auge.

  • Jan
  • Fev
  • Mar
  • Abr
  • Mai
  • Jun
  • Jul
  • Ago
  • Set
  • Out
  • Nov
  • Dez

Pontos de Interesse

O que iremos visitar em África do Sul e Moçambique

Uma viagem perfeita de safari e praia por uma das regiões com maior concentração de vida selvagem em África. Entre muitos outros, esses são alguns dos pontos altos dessa nossa viagem:

Kruger

O Parque Nacional Kruger é o mais famoso de todos os parques nacionais da África do Sul não só pela sua enorme dimensão mas, acima de tudo, pela grande concentração e diversidade de vida selvagem. É um dos melhores exemplos de conservação de vida selvagem do continente africano e provavelmente o melhor lugar para se avistar os Big 5 em um só safari.

Panorama Route

Essa estrada que percorre a cumeeira das Montanhas Drakensberg separa duas regiões distintas, as terras altas do grande planalto sul-africano das terras baixas das planícies do Lowveld. É um percurso que impressiona pela vista sobre as terras baixas e a sua vastidão que se essende até ao mar. Ao longo desse percurso existem lugares de rara beleza com desfiladeiros, miradouros e cascatas.

Montanhas Drakensberg

Um lugar espetacular classificado como Patrimônio Mundial da UNESCO. Essa cordilheira que se essende por cerca de 1000 quilômetros paralela ao mar, limita o planalto central africano e tem um papel fundamental no clima e ecossistema local. Além disso, é um lugar de rara beleza, especialmente nas suas terras altas com picos que chegam quase aos 3.500m de altitude.

Tofo

Essa pitoresca vila plantada à beira mar, apesar da sua vocação turística, continua ainda com as suas tradições e ritmo cotidiano inalteráveis. É um dos lugares mais visitados da costa Moçambicana e com razão de ser, pois aqui os locais de mergulho são espetaculares e a diversidade de vida marinha é inacreditável. Na época certa, a migração das baleias é um fenômeno verdadeiramente impressionante que se pode assistir da praia.

Arquipélago de Bazaruto

Esse arquipélago formado por 5 ilhas na costa de Moçambique é uma das mais valiosas áreas protegidas de toda a costa africana. É o lar de várias espécies ameaçadas, como o caso do dugongo, de quatro espécies de tartarugas marinhas, entre outras que aqui residem nos seus corais riquíssimos e bem preservados que impressionam mesmo os mais experientes mergulhadores.

Maputo

A capital de Moçambique é hoje uma cidade dinâmica e orgulhosa da sua africanidade.
Conserva ainda alguns edifícios históricos do seu passado colonial como a Essação Ferroviária, o Mercado Municipal ou a Câmara Municipal que merecem a sua visita.

Próximas Edições

Edições Agendadas

Escolha a edição da sua viagem e faça o seu pedido de reserva.

Entraremos em contato contigo posteriormente para acertamos a marcação da viagem.

Gostava de viajar noutra data?
Personalize a sua viagem!
2024
25 Ago - 07 Set

A combinação perfeita de safaris e praia

  • 12 vagas
  • R$ 19.020 por pessoa
Reservar Viagem
2025
17 Ago - 30 Ago

Combinação perfeita de safaris e praia

  • 12 vagas
  • R$ 19.020 por pessoa
Reservar Viagem
Próxima Edição
Anunciada Brevemente
Estamos a preparar a próxima edição desta viagem.

Gostaria de viajar em outra data?

Não temos uma edição que se enquadre no seu calendário?

Temos a possibilidade de criar uma viagem à sua medida.

Data que gostaria de marcar a viagem:
África do Sul & Moçambique 14 dias

Itinerário da Viagem

O planejamento de cada dia da sua viagem.
  • Dia 1
    Joanesburgo, o início da viagem

    O nosso primeiro dia é destinado a receber os viajantes em Joanesburgo. O líder de viagem irá fazer uma apresentação sobre os aspectos mais relevantes da viagem e esclarecer quaisquer dúvidas que possam surgir.
    Os viajantes que chegarem com um pouco mais de tempo, poderão aproveitar para conhecer a cidade e visitar algumas das suas atrações como o Museu do Apartheid, o Cradle of Humankind ou simplesmente relaxar no hotel.

    Alojamento: Protea Hotel by Marriott O R Tambo Airport ou similar

  • Dia 2
    Panorama Route

    No primeiro dia na estrada, iniciamos a nossa jornada em direção ao Kruger, mas pelo caminho temos que ultrapassar as Montanhas Drakensberg. Essa impressionante cordilheira essende-se por 1000 quilômetros paralela ao mar e separa o planalto central africano das terras baixas, onde se localiza o Kruger.

    Seguiremos pela cumeeira dessas montanhas em uma das estrada mais famosas da África do Sul pela sua espetacularidade cenográfica, a Panorama Route. Aqui iremos parar em alguns lugares fantásticos como God’s Window ou as cascatas Lisbon antes de descermos até às terras baixas do Lowveld onde chegaremos ao nosso destino no final do dia onde um jantar tradicional em uma aldeia local estará à nossa espera.

    Alojamento: Nourish Eco Village

    Refeições: café da manhã e jantar

  • Dia 3
    Nos bastidores do Kruger

    Esse dia é destinado a uma das experiências mais enriquecedoras que se pode ter em África, poder participar nas ações de conservação levadas a cabo nos parques nacionais. Dependendo das tarefas desse dia, a nossa missão poderá ser acompanharmos os guardas-parques e ajudarmos a desativar e recolher armadilhas de caçadores furtivos, recolha de amostras genéticas de animais, re-localização de animais, entre outras tarefas super emocionantes.
    Teremos ainda tempo para aprender um pouco sobre a cultura local Sul Africana e participar em alguns projetos locais de desenvolvimento comunitário.

    Alojamento: Nourish Eco Village

    Refeições: café da manhã, almoço e jantar

  • Dia 4
    Kruger, um lugar admirável

    Hoje é dia de atravestarmos o setor sul do Parque Nacional Kruger em direção ao nosso acampamento. Pelo caminho iremos em modo safari observando esse lugar fantástico e as inúmeras espécies de animais e plantas que abundam nessa região. É duplamente gratificante percebermos os resultados dos esforços de conservação, que tivemos oportunidade de participar, têm na biodiversidade desse lugar e saúde desse ecossistema.
    Chegaremos ao nosso destino ao fim da tarde a tempo de montarmos acampamento ainda de dia e acendermos a nossa fogueira para um churrasco.

    Alojamento: Crocodile Bridge Bungalow ou similar

    Refeições: café da manhã, almoço e jantar

  • Dia 5
    Kruger, muito mais que Big 5

    Esse lugar especial tem tanto para nos mostrar e a melhor maneira de aprendermos sobre esse ecossistema é com uma caminhada pelo mato com o nosso líder de viagem (guia de safaris certificado) e batedores locais experientes que nos irão ensinar sobre os usos tradicionais e medicinais de plantas, técnicas de pistagem e identificação de espécies, birdwatching e as várias relações simbióticas à nossa volta.
    Será uma experiência de imersão na natureza com muita adrenalina à vontade, certamente um dos pontos altos da viagem e um dia inesquecível.

    Alojamento: Crocodile Bridge Bungalow ou similar

    Refeições: café da manhã, almoço e jantar

  • Dia 6
    Kruger, um lugar ainda com alguns segredos

    O setor sul do Kruger é uma das regiões mais belas e ricas em termos de vida selvagem de todo o Parque Nacional. No entanto, é preciso conhecer bem a região e o nosso líder de viagem irá nos levar a alguns desses lugares especiais com as maiores probabilidades de observarmos os animais mais esquivos como o leopardo ou o rinoceronte.

    Alojamento: Crocodile Bridge Bungalow ou similar.

    Refeições: café da manhã, almoço e jantar

  • Dia 7
    Chizavane, a serenidade do Índico

    Deixamos o mato para trás e rumamos em direção ao mar. O dia começa cedo para atravestarmos a fronteira e entramos em Moçambique ainda de manhã. O nosso destino, Chizavane, é a típica praia da costa moçambicana, com as suas dunas imponentes que se essendem até ao mar, onde reina um essado de espírito de tranquilidade absoluta. Esse sentimento, como irão sentir, é muito contagiante e assim será passado o resto do dia… mas não sem antes darmos um mergulho nas águas quentes do Oceano Índico.

    Alojamento: Chizavane Maricel Lodge ou similar

    Refeições: café da manhã e almoço.

  • Dia 8
    Vilanculos, o melhor de Moçambique

    Seria difícil deixar Chizavane se não soubéssemos que o nosso próximo destino é Vilanculos, a porta de entrada para o arquipélago de Bazaruto. Essa pequena vila à beira mar é um pequeno resumo de Moçambique, nas suas tradições, beleza natural, passado histórico, riqueza gastronômica e hospitalidade do seu povo. É aqui que chegaremos no meio da tarde e onde iremos ficar as próximas 3 noites para podermos relaxar e aproveitar para conhecer tudo o que Vilanculos e Bazaruto têm para nos mostrar.

    Alojamento: Boa Gente Lodge ou similar

    Refeições: café da manhã e almoço

  • Dia 9
    Vilanculos, pura serenidade

    Hoje teremos o dia livre para cada um explorar Vilanculos do seu jeito. As praias de areia branca convidam a sentar na areia a observar os pescadores que vão surgindo na costa nos seus barcos tradicionais com o pescado do dia onde as palaiés tranquilamente os aguardam para negociar o peixe e levá-lo para o mercado. Aqui vende-se de tudo, mas sempre com uma pacatez peculiar em um lugar desse tipo. Parece aliás que a pequena brisa que sopra e agita as folhas dos coqueiros é a única coisa que ousa perturbar a tranquilidade desse lugar.
    Assim se passam os dias em Vilanculos, na maior quietude entre mergulhos pouco refrescantes compensados apenas por uma cerveja bem gelada ou um cocktail mais ousado.
    Para os mais aventureiros, há sempre inúmeras atividades que se podem fazer como kitesurfing ou mergulhar nos espetaculares recifes de coral de Bazaruto.
    O jantar essa noite será bem tradicional, com muito marisco e sabores de Moçambique.

    Alojamento: Boa Gente Lodge ou similar

    Refeições: café da manhã e jantar

  • Dia 10
    Bazaruto, o paraíso de Moçambique

    Hoje iremos navegar ao sabor do vento pelas águas azul turquesas de Bazaruto em um dos barcos tradicionais. O destino é uma das ilhas paradisíacas onde um almoço divino preparado pelos pescadores nos aguarda na praia.
    Esse arquipélago é Parque Nacional e reserva marinha devido à biodiversidade e sua importância para a conservação de algumas espécies que aqui habitam como é o caso do dugongo, espécie ameaçada e que existe apenas aqui em Bazaruto.
    Teremos tempo para explorar a ilha ou fazer saorkelling nessas águas quentes e repletas de vida antes de voltarmos a Vilanculos.

    Alojamento: Boa Gente Lodge ou similar

    Refeições: café da manhã e almoço

  • Dia 11
    Tofo, vila encantada

    Saímos de um dos lugares mais bonitos de Moçambique para outro. A viagem é breve e chegamos ao Tofo no meio da tarde a tempo de darmos um mergulho e relaxarmos em um dos simpáticos bares de praia. O Tofo tem algo de especial que se sente apenas quando se está lá. Aqui iremos ficar 2 noites para aproveitarmos o que essa tranquila vila tem de melhor para oferecer e algumas surpresas por revelar.

    Alojamento: Kumba Lodge ou similar

    Refeições: café da manhã e almoço.

  • Dia 12
    Tofo e os seus gigantes

    Hoje teremos um dos pontos altos da viagem, embarcaremos em um passeio de barco para vermos os gigantes do mar, fenômeno pelo qual o Tofo é conhecido. Essas águas oferecem uma oportunidade única para observar e mergulhar com alguns dos maiores seres do mar como os tubarões-baleia, mantas gigantes, tartarugas-de-couro ou até mesmo baleias-de-bossa que na temporada da migração durante os meses de Agosto e Setembro passam por aqui aos milhares. É um espetáculo único e inesquecível para fecharmos a nossa viagem com chave de ouro.

    Alojamento: Kumba Lodge ou similar

    Refeições: café da manhã

  • Dia 13
    Maputo, a alma de Moçambique

    Deixamos as praias prístinas para rumarmos até Maputo, onde chegaremos no final da tarde, mas ainda a tempo de fazermos um breve passeio para vermos alguns dos edifícios mais icônicos da cidade.
    Maputo é o espelho de Moçambique em vários níveis, uma cidade que está a se renovar com uma nova dinâmica e orgulhosa da sua africanidade.
    Aqui iremos fazer o nosso jantar de despedida em um ressaurante local.

    Alojamento: Tivoli Maputo ou similar

    Refeições: café da manhã e almoço

  • Dia 14
    Regresso à casa

    Chegamos ao fim da nossa viagem. Foram 13 dias intensos e memoráveis com muitas histórias para contar a amigos e familiares em casa.
    Esperamos vê-lo novamente em África.
    Até breve!

O que está incluso na viagem

  • Alojamento 13 noites

  • Transporte durante todo o percurso

  • 13 cafés da manhã + 9 almoços + 6 jantares

  • Acompanhamento 24h em Português durante toda a viagem. Guia exclusivo Africando com certificado FGASA e cursos de Primeiros Socorros em TSP e Wilderness First Responder.

  • Diversos guias locais.

  • Todas as entradas e taxas turísticas nos locais a visitar

  • As seguintes atividades:
    – Visita a God’s Window
    – Visita a Lisbon waterfalls
    – Visita ao Parque Nacional Kruger
    – Safaris no Parque Nacional Kruger
    – Caminhada no Parque Nacional Kruger
    – Passeio de Barco em Bazaruto até ilha de Magaruque
    – Jantar tradicional em Vilanculos
    – Passeio de barco e safari marítimo no Tofo
    – Visita a Maputo

  • Seguro de viagem

O que não está incluso na viagem

  • Voos internacionais

  • Vistos de entrada em Moçambique ($50 USD) à entrada na fronteira

  • Testes Covid ou quaisquer outras despesas resultantes de procedimentos extraordinários de viagem relacionadas com a pandemia.

  • Atividades não incluídas no programa ou descritas como Extra | Opcional

  • Alimentação não especificada

  • Outros transportes de cunho pessoal

  • Despesas pessoais e gorjetas

Próximas Edições

Edições Agendadas

Escolha a edição da sua viagem e faça o seu pedido de reserva.

Entraremos em contato contigo posteriormente para acertamos a marcação da viagem.

Gostava de viajar noutra data?
Personalize a sua viagem!
2024
25 Ago - 07 Set

A combinação perfeita de safaris e praia

  • 12 vagas
  • R$ 19.020 por pessoa
Reservar Viagem
2025
17 Ago - 30 Ago

Combinação perfeita de safaris e praia

  • 12 vagas
  • R$ 19.020 por pessoa
Reservar Viagem
Próxima Edição
Anunciada Brevemente
Estamos a preparar a próxima edição desta viagem.

Gostaria de viajar em outra data?

Não temos uma edição que se enquadre no seu calendário?

Temos a possibilidade de criar uma viagem à sua medida.

Data que gostaria de marcar a viagem:
FAQ

Perguntas Frequentes

  • Quais outras informações são relevantes?

    Confirmação da viagem sujeita ao mínimo de 5 participantes.
    Para pack individual, viagem privada ou datas diferentes, por favor contactar.

  • É uma viagem sustentável?

    Nessa viagem iremos ter a oportunidade de participar em alguns projetos relacionados à conservação de vida selvagem e projetos de desenvolvimento comunitário como o Nourish Eco Village.
    Ao longo da nossa viagem implementamos ainda uma série de práticas e conceitos de sustentabilidade com o objetivo de oferecermos uma viagem consciente, ecológica, ética e regenerativa.
    Na seleção dos nossos parceiros de alojamentos e serviços para essa viagem demos preferência aos operadores locais de menor dimensão e com maior impacto na economia local e criação de postos de trabalho locais ou àqueles que participam ou apoiam diretamente programas locais de conservação da natureza e desenvolvimento social.

    Ao viajar conosco está também apoiando o nosso programa “Um por Todos“.

  • É possível adicionar mais alguns dias ou outros destinos?

    Sim, claro que é possível prolongar a sua essadia pré ou pós viagem e até combinar com outros destinos.
    Essa viagem combina perfeitamente com uma extensão à Cidade do Cabo ou à Garden Route na África do Sul.

    Só terá de nos comunicar com a maior antecedência possível e teremos todo o prazer em adicionar mais conteúdo à sua viagem.

  • É necessário visso para entrar em África do Sul e Moçambique?

    O visso para entrar em África do Sul é gratuito e pode ser emitido à entrada no país, no aeroporto ou entrada terrestre no posto fronteiriço.
    O visso para entrar em Moçambique tem um custo de 50$ e pode ser emitido à entrada no país no posto fronteiriço.

  • É seguro viajar nesses países?

    Viajar nesses destinos apresenta os riscos habituais de viajar em países em desenvolvimento.
    Todos os lugares que visitamos e os alojamentos inclusos no itinerário são criteriosamente escolhidos tendo em conta um conjunto de condições, especialmente a segurança.

    O líder de viagem e os guias locais com quem trabalhamos são pessoas devidamente certificadas para orientar grupos em áreas com vida selvagem africana e com bastante experiência nos locais onde atuam.

    No 1º dia será feito um briefing com o líder de viagem para falar de todos os aspectos que merecem especial atenção.

  • É uma viagem fisicamente exigente?

    Essa viagem não apresenta desafios exigentes em termos de condição física. As caminhadas que realizamos são de curta duração, curta elevação e assegurando todas as condições de segurança.
    Não é, de todo, necessária uma excelente forma física ou jovialidade para participar em todas as experiências incluídas nessa viagem.
    É, no entanto, uma viagem que pode gerar algum cansaço para algumas pessoas devido aos despertares matutinos, noites em barraca e alguns quilômetros na estrada. Por experiência, após o 3º dia todos entram no ritmo.

  • Pode-se realizar essa viagem em qualquer época do ano?

    Sim pode-se. No entanto, de um modo geral, a época das chuvas é uma época complicada para se transitar em África devido às más condições de circulação nas estradas e às imprevisibilidades que podem surgir.
    Também durante a época das chuvas os animais tendem a dispersar devido à abundância de água e torna-se mais difícil observá-los durante os nossos safaris.
    No caso específico de Moçambique, a época de chuvas pode ser bastante severa com  tempessades tropicais, normalmente nos meses de Fevereiro e Março.

    Todas as viagens que organizamos têm como objetivo proporcionar a melhor experiência possível aos nossos viajantes. Por isso, recomendamos que certas viagens se realizem em épocas específicas do ano durante as condições ideais em cada um dos destinos escolhidos, para que verdadeiramente possam apreciar o melhor que essas regiões têm para oferecer.

  • Que cuidados de saúde devo ter nessa viagem?

    Recomendamos a todos os viajantes que façam a Consulta do Viajante com antecedência. Temos uma parceria com a Clínica consultadoviajante.com onde poderá usufruir de uma redução de preço de 10% através de utilização do código “GOAFRICANDO”.
    A profilaxia contra a malária é normalmente recomendada porém não é obrigatória para efeitos de entradas nos países.
    O caminhão tem kit de primeiros socorros, mas os viajantes devem trazer também o seu próprio pequeno kit, com a medicação básica necessária. Caso tome alguma medicação regular, aconselhamos a levar o necessário para toda a essadia, pois pode não ser fácil encontrar esses medicamentos nas farmácias locais.

  • Como é formado o grupo dessa viagem?

    Qualquer pessoa pode se inscrever em uma das Viagens Agendadas Africando. Essas viagens são criadas para viajantes que querem descobrir a África na companhia de outros viajantes com o mesmo espírito e aproveitar os melhores preços e outras vantagens de viajar em grupo.

    Poderão inscrever-se viajantes individuais, casais, pequenos grupos, grandes grupos até um número máximo estipulado para essa viagem.
    Normalmente os grupos são muito diversificados com viajantes de várias idades.

  • Como são os alojamentos durante a viagem?

    O alojamento em hotel ou lodges será em quarto twin/duplo com banheiro privado.
    Os viajantes irão partilhar quarto com outro viajante, excepto se solicitarem o suplemento individual.

    Os viajantes que viajam em casal poderão solicitar, durante o processo de reserva, quarto duplo (1 cama de casal) em vez de twin (2 camas individuais). Sempre que possível, tentaremos satisfazer esse pedido.

    O alojamento das noites em camping será também em barraca partilhada de camas separadas, utilizando banheiro partilhada, como em um normal parque de campismo.
    Todo o equipamento de camping será fornecido por nós, com excepção apenas do saco cama.

    Podemos personalizar ainda mais o seu alojamento em viagem nas seguintes condições abaixo descritas:

    Existe a possibilidade de realizar a viagem em regime individual. Se assim desejar, poderá solicitá-lo durante o processo de reserva. Será cobrado um valor adicional.

    Em algumas noites, existe a possibilidade de fazer um upgrade e ficar alojado em quartos com banheiro privado, em vez de camping. Se assim desejar, poderá solicitá-lo durante o processo de reserva. Será cobrado um valor adicional correspondente ao upgrade.

    Existe a possibilidade de antecipar ou prolongar a essadia. Se assim desejar, poderá solicitá-lo durante o processo de reserva. Será cobrado um valor adicional.

  • Como são as deslocações durante a viagem?

    As deslocações ao longo da viagem serão em sua maioria realizadas  em um caminhão 4×4, completamente equipedo com material de campismo, equipamento de cozinha, mantimentos, essação de carregamento de aparelhos eletrónicos, geladeira, congelador e depósito de água.

    Apesar do caminhão reunir todas as condições de segurança e conforto para esse tipo de viagens, as distâncias percorridas em África são bastante extensas e as condições das estradas são invariavelmente más. É, portanto, uma viagem desaconselhada a pessoas com problemas de coluna ou outros problemas de saúde que resultem em desconforto devido a algumas horas na estrada.

    Ocasionalmente iremos usar outros veículos em algumas ligações entre etapas.

  • Como são as refeições durante a viagem?

    Dada a natureza dessa viagem que nos leva a alguns locais bastante remotos, a  grande parte das refeições serão confeccionadas nos locais por onde passamos ou onde ficamos alojados. Quando possível, as refeições serão feitas em ressaurante, por conta própria. Nesses dias em que as refeições não estão incluídas, sugerimos ressaurantes locais com pratos típicos, que podem variar de 5 a 15 dólares.
    Conforme mencionado nos itens inclusos, a maioria das refeições está incluída durante a viagem. O planejamento das refeições será comunicado diariamente durante o briefing.

    As refeições serão confeccionadas tendo em conta o gosto e necessidades dietéticas específicas do grupo.
    Normalmente preparamos refeições diversificadas, rápidas e simples para o almoço quando estamos em trânsito e refeições mais elaboradas para o jantar de inspiração europeia com um toque africano, de acordo com os ingredientes disponíveis encontrados ao longo do caminho.

    A água potável será fornecida durante toda a viagem, pelo que recomendamos trazer uma garrafa reutilizável, assim evitamos acumular garrafas de plástico ao longo do caminho e ajudamos a reduzir nossa pegada ecológica em África. Refrigerantes, sumos, bebidas alcoólicas e aperitivos não estão inclusos, cada um poderá comprar por sua conta ao longo do caminho.

  • Como são organizados os translados de/para o aeroporto?

    Os translados são por conta de cada viajante, mas poderão ser organizados por nós, caso prefira. Têm um custo entre 5 a 20 dólares por trajeto, dependendo do número de pessoas que dividem o transporte.

  • Quanto dinheiro devo levar para a viagem?

    Recomendamos levar cerca de 200 dólares. Lembre-se que terá de pagar o visso à entrada em Moçambique em dólares (50USD) e por vezes o pagamento por cartão não está disponível.
    Em Moçambique aceitam pagamentos em Meticais e em alguns lugares em Dólares e Euros.
    Nos pagamentos efetuados em Dólares ou Euros poderá receber o troco em moeda local, que irá precisar ao longo da viagem.

    Em África do Sul apenas aceitam pagamentos em Rands.

    Existem ATMs em quase todas as cidades ao longo do caminho e essa é, sem dúvida, a maneira mais fácil de obter moeda local e também a maneira mais segura para evitar ter que levar muito dinheiro em em umerário. Convém recordar que sempre que fizer um saque, terá que pagar uma comissão ao banco. Normalmente as comissões de saque são bastante superiores às de pagamentos com cartão. Os principais cartões de crédito podem ser usados nos hotéis/lodges, supermercados ou ressaurantes. Algumas lojas menores poderão não aceitar cartões.

  • Há alguma idade mínima ou máxima para me inscrever?

    A idade mínima para realizar essa viagem é 14 anos e devidamente acompanhado/a por, pelo menos, um dos progenitores ou um tutor responsável.
    Não existe idade máxima para realizar essa viagem. Apenas se recomenda que os participantes tenham uma condição física razoável e espírito de aventura.

Para mais informações, consulte a página de Perguntas Frequentes.
Borda do Footer
Africando 2024 © Todos os direitos reservados
Open chat
Olá,
Obrigado por contactar a Africando.
O meu nome é Pedro Quirino e irei ajudar a encontrar sua viagem perfeita em África.